Cruzando fronteiras sem passaporte

Com custos mais baixos, somos cada vez mais encorajados a viajar. Porém, visitantes indesejados podem nos acompanhar: os germes! Para eles, não é necessário passaporte para cruzar fronteiras.

Cruzando fronteiras sem passaporteMais de um bilhão de pessoas viajam de avião a cada ano em todo o mundo e trazem com elas germes de cada cidade, país e continente por onde passaram. Estes germes estão crescendo cada vez mais resistentes e se espalhando por todo o mundo, multiplicando-se em seus novos lares.

Mesmo que o ambiente de um avião não seja necessariamente propício à reprodução dos germes, ele pode ser um ambiente propagador de germes e doenças devido ao contato corpo-a-corpo, à presença de gotículas infectadas no ar (provenientes de espirros e tosses) e até mesmo de picadas de insetos.

Um hábito simples

A propagação pode começar e terminar com a gente. No ar ou no chão, a lavagem das mãos é fundamental para proteger você e as pessoas que ama de infecções. Melhorar a higiene das mãos, lavando-as com o sabonete em momentos chave, como antes das refeições e após a ida ao banheiro, pode ajudar a salvar vidas.